Homem de Ferro – Extermis

Homem de Ferro
Homem de Ferro: Extremis - Capa

Homem de Ferro: Extremis – Capa

E ai pessoal! Hoje é dia de Homem de Ferro!

E lá vamos nós para mais uma resenha da Coleção da Marvel.

Como já havia comentado, essa coleção, pelo menos para mim, tem alternado bastante entre coisas boas e coisas bem mais ou menos – vale dizer que, pelo o que eu me lembre, só uma edição até agora foi ruim mesmo – e essa é uma das boas!

Nessa edição vemos o Homem de Ferro passando por um momento de grande questionamento moral.

Continuar lendo

 

Wolverine – Arma X

Wolverine: Arma X - Capa

Wolverine: Arma X – Capa

Nem vou comentar nada sobre a coleção a partir de agora! haha

E ai pessoal, tudo certo?

Bom, o que falar de um clássico?

Acho que um bom jeito de começar é fazendo a já tradicional, sinopse.

A história começa com Logan sendo sequestrado e levado a um laboratório. Nesse laboratório ele é submetido a diversos experimentos que visam colocar Adamantium dentro do seu corpo.

Durante o processo eles vão percebendo que Logan não é um humano normal, que ele tem algo que as outras pessoas não têm e isso, no final, vai fazer toda a diferença.

Continuar lendo

 

Guerra Civil (Marvel)

Guerra Civil - Capa

Guerra Civil – Capa

Acho que já devo ter falado em alguma outra resenha, mas a expectativa é uma m*rda né?

Bom dia povo!

Adivinha se eu não vou fazer uma resenha da coleção da Marvel?! Dessa vez a sortuda que vai ser resenhada é Guerra Civil.

Essa é uma das histórias mais famosas da Marvel, ouvia muita gente falar e estava realmente ansioso para ver quando ela chegaria nas bancas.

Bom, antes das opiniões, melhor fazer uma sinopse para contextualizar quem não conhece essa revista.

Continuar lendo

 

Demolidor – Diabo da Guarda

Demolidor: Diabo da Guarda - Capa

Demolidor: Diabo da Guarda – Capa

Olha eu aqui falando da coleção da Marvel de novo!

Uma coisa que eu tenho reparado nessa coleção é como a galera gosta de começar as histórias com tragédia.

E essa não podia ser diferente.

A revista começa com uma carta de despedida de Karen Page para Matthew Murdock e, enquanto a carta é “lida” em forma de fala de narrador, vemos uma mulher com uma criança no colo fugindo e nosso herói em um confessionário começando a conversar com o padre.

Continuar lendo