Os Novos Vingadores – Motim

Os Novos Vingadores: Motim - Capa

Os Novos Vingadores: Motim – Capa

E ai pessoal!

Vou dar uma de Jaq e comentar algo da minha semana: Ô correria, tá difícil ler no ritmo que eu queria e até de fazer mais coisas que eu queria, mas fiz questão de parar para ver a conferência da Sony na E3 2014 e tenho que dizer que isso não vai prestar.. haha..

Enfim, vamos à resenha!

Como comentei na resenha da semana passada, hoje vim falar de Os Novos Vingadores – Motim.

Essa revista é a “continuação direta” da revista da semana passada e eu já vou explicar o motivo das aspas.

Semana passada fiz a resenha da revista que narrava o pior dia da história dos Vingadores e, mesmo eu não dizendo, deu para perceber qual foi o resultado desse dia, não deu?

Então, essa é a base da nossa história. Nessa revista não temos mais Os Vingadores para proteger nossa vida, claro que os heróis ainda existem por si só, mas não temos mais o supergrupo reunido.

Logo no começo da revista vemos Matthew Murdock (Demolidor) e Luke Cage (Luke Cage.. haha) chegando em uma ilha e sendo recepcionados por Jessica Drew (Mulher Aranha).

Conversa vai, conversa vem e eles descobrem que essa ilha é uma super prisão para os super-criminosos.

Durante a visita que nossos heróis estão fazendo pela prisão, a eletricidade acaba e uma grande explosão acontece causando uma gigantesca brecha de segurança.

Logo após a explosão o Homem-Aranha começa a se encaminhar para o local e, ao chegar, dá de cara com o Capitão América e uma equipe da S.H.I.E.L.D. (como é chato escrever isso.. hehe) e o Homem de Ferro chegando logo na sequência.

Lógico que a porrada come solta e depois de alguns ossos quebrados, cortes, torções e hematomas, tudo está controlado… bom, mais ou menos.

42 super-criminosos fugiram e eles acabam percebendo que tudo isso aconteceu, no fim, para que um único prisioneiro fosse resgatado.

E, com tudo isso dito, temos o plot principal da história.

Não vou contar muito mais pois poderia ser algum spoiler e prefiro não estragar essa experiência já que a história é bem interessante.

Só digo que um mutante fodão, meio cabeça dura e com mais metal do que paciência no corpo se junta à equipe do meio para o final…

Não tenho muito mais o que falar sobre os desenhos, que são muito bons, e do enredo que me prendeu do começo ao fim.

Pelo o que andei pesquisando, esse foi um reboot a muito pensado pelos executivos da Marvel e que, ao meu ver, saiu melhor que a encomenda.

Recomendo a revista e digo que fiquei com uma boa curiosidade de ver para onde essa turminha do barulho essa equipe vai.

Bom, é isso, e até semana que vem!

Título: Os Novos Vingadores – Motim
Número de páginas: 168
Editora: Salvat
Autor(es): Brian Michael Bendis & David Finch

Nota:

Twitter: @felipemorandin / @lieaiblog
Facebook: felipemorandin / lieaiblog

 

Deixe uma resposta